Make your own free website on Tripod.com

Mais segurança em Niterói

Promessa de mais vigilância em Niterói. Começa a funcionar hoje no município o sistema de monitoração de ruas por câmeras de vídeo.

Niterói monitorada. Desde as 6h da manhã de hoje é possível acompanhar 24 horas por dia movimento em várias ruas do município. Vigilância que vem do alto. Por enquanto, as câmeras estão instaladas nas principais avenidas e alamedas da Zona Sul, Norte e do Centro.

A primeira fase do projeto conta com 20 câmeras instaladas pela cidade. A expectativa é que até o fim deste ano, outras 70 sejam instaladas em todo município.

Na central de monitoramento, três guardas municipais fazem plantão. O sistema opera em conjunto com a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros. "Tudo aquilo que for monitorado e fugir a normalidade do dia, através de uma linha interna com a secretaria de Segurança ou com a Guarda Municipal vai ser acionado um carro da guarda para as questões de ordem pública", explica o secretário de segurança de Niterói, Coronel Hélio Luiz.

O equipamento é de última geração. "Eu consigo que a câmera fique funcionando 24 horas, tenho armazenagem dessas imagens, eu consigo ter zoom de até 300 metros, para identificar placas de veículos", diz o engenheiro Bruno Moreira.

Com a instalação do sistema a secretaria de Segurança Pública de Niterói espera diminuir os índices de criminalidade da cidade. Na primeira quinzena de janeiro deste ano, o empresário Maurício Cruz, conselheiro da Federação das Indústrias do estado, foi morto quando saía de um banco, no Centro.

Em junho do ano passado, o desenhista industrial, Luiz Fernando Caldeira, foi morto ao tentar impedir um assalto, no bairro de Icaraí. O crime chocou a população.

O sistema de câmeras é igual ao que já funciona em Ipanema, Copacabana e Leblon, na Zona Sul do Rio. E que opera também da Linha Vermelha a Ilha do Governador.

Moradores de Niterói esperam que a vigilância redobrada traga mais segurança. "Eu acho bem válido", afirma uma moradora.